sábado, 30 de agosto de 2008

Chance

Quando parece que você não precisa mais de uma. Quando você tem certeza que fez tudo o que podia com as que você já teve. É ai que a vida te surpreende e te dá mais uma chance. De ter mais e mais beijos. De ser feliz. De planejar o futuro. De andar de mãos dadas numa tarde de inverno sem ter muito o que fazer. De ignorar as pessoas ao redor. De olhar nos olhos e achar a velha cumplicidade. De se transportar para um mundo paralelo onde dessa vez as coisas possam realmente dar certo. E voltar pro mundo real para constatar que isso pode, de fato, ser verdade. E quando o mundo te dá essa tão inesperada chance a vontade é mergulhar de cabeça como se o passado estivesse enterrado, mas o medo ainda está lá. E a chance esperando para ser aproveitada, melhor que todas as outras.

Um comentário:

G.Vidotto disse...

você devia compor pra gente...