segunda-feira, 11 de maio de 2009

Atraso [Pequenas Coisas da Vida]

Eu estava super atrasada naquele dia, o ônibus tinha demorado demais e eu só conseguia me perguntar: "Por que eu fui voltar pra casa e não direto pro trabalho?"
Eu estava super cansada naquele dia.
Quando eu entrei no quarto, correndo muito para trocar de roupa, eu demorei para perceber, mas ele estava ali, se sorrindo para mim de um jeito prepotente como quem sabe que pode arrancar um sorriso de corações até muito mais apressados que o meu.
Um bilhete. Bilhetinho. Era dele.
"Ah é verdade ele passou por aqui quando eu não estava hoje."
Dizia só:

Bilhete surpresa!
Eu te amo!
=]

Mas quanto sorriso cabia naquele papelzinho, naquelas duas exclamações. De repente parecia tão justificável me atrasar para o trabalho e namorar mais uns minutinhos aquelas palavras simples que foram escritas sem saberem a importância que teriam no meu dia. Me atrasar só um pouquinho para dar todo o meu sorriso para aquele bilhetinho.
Me atrasei.

4 comentários:

Lorenzo Tozzi disse...

Seu post curiosamente coincide com o meu, que você comentou. :)

*:

Comeon disse...

Que bonitinha! Adoro bilhetinho, meu ex não era o maior dos escritores, mãs... HEHEHEHEHE =]
Terça recebi o melhor: "Ã", do Du. AHEOIAHOIHAEOIHOAHEOIAEOIAHEO.
Seu blog é meigo, gosto bastante. Beijo grande, Lela.

Josef K. disse...

Adorei.
Realmente são coisas pequenas que a maioria diz não ter importancia que faz a diferença.
Seu atraso é totalmente justificável ^^

Beijos Caroll

Lorenzo Tozzi disse...

Duvido que não consiga escrever poemas bonitos.

Tente! :)